RRC - Rede de Rádio Comunicação

Entretenimento

Ver todas ›
09/08/17 09:27

Advogados de Taylor Swift apresentam versões em julgamento contra suposto agressor sexual

Radialista e DJ de 55 anos diz que foi falsamente acusado pela cantora.

Os advogados de Taylor Swift estão preparados para enfrentar nesta terça-feira os advogados de David Mueller, radialista e DJ americano. Ele é acusado de apalpar a estrela pop, em um julgamento que decidirá sobre acusações mútuas em um tribunal federal de Denver, nos EUA.

Depois que os oito membros do júri foram selecionados, cerca de duas dúzias de fãs da cantora foram autorizados a entrar na sala do tribunal, para acompanhar as apresentações dos advogados da cantora de 27 anos e de Mueller.

Ele perdeu seu emprego na estação de rádio de Denver KYGO-FM devido à alegação de Taylor. Mueller, de 55 anos, diz que foi falsamente acusado.

Taylor Swift, usando um terninho preto, compareceu na terça-feira, ao tribunal, enquanto os potenciais membros do júri ingressaram no tribunal e posteriormente, quando o juiz assumiu seu posto.

Taylor Swift (Foto: AP )Taylor Swift (Foto: AP )

Taylor Swift (Foto: AP )

Em seguida, ela folheou documentos, consultou seus advogados e se inclinou para falar com sua mãe, Andrea Swift, durante o processo de seleção do júri.

Três meninas adolescentes de Denver eram as primeiras na fila na terça-feira para conseguir um lugar no tribunal, chegando às 4h15 no horário local, para garantir alguns dos limitados assentos disponíveis para o público.

"É melhor do que um show", disse Dani Kuta, de 17 anos, sobre assistir o julgamento, acrescentando que sua música favorita de Taylor é "Shake It Off". "Eu escuto todas as músicas dela. Eu amo todas as músicas dela".

O litígio se baseia em suas alegações de que Mueller deslizou a mão sob seu vestido e agarrou suas nádegas nuas quando os dois posaram durante uma sessão de reunião e saudação antes de um concerto em junho de 2013 em Denver.

"Não foi um acidente, foi completamente intencional, e eu nunca tive tanta certeza de nada na minha vida", disse Taylor Swift em uma declaração.

Mueller processou primeiro, dizendo que a cantora fabricou a alegação e pressionou a administração da estação de rádio a expulsá-lo de seu emprego, pelo qual recebia 150 mil dólares por ano. Seu caso cita alegações de violação de obrigações contratuais e relações comerciais potenciais.

Em seu processo, Mueller nega qualquer ato inadequado durante o breve encontro nos bastidores em que ele e sua namorada ficaram ao lado da estrela pop.

Taylor Swift contra-atacou, e as duas queixas civis foram fundidas para julgamento. Em declarações judiciais, Swift disse que seus representantes informaram o gerente da KYGO sobre o incidente, mas ela não exigiu que Mueller fosse demitido.

Taylor ganhou US$ 170 milhões entre junho de 2015 e junho de 2016, após uma turnê mundial e o lançamento de seu seu álbum mais vendido "1989", de acordo com a revista Forbes.

FONTE: G1 Música


Comentários

Leia Também


Wesley Safadão - Eu Não Tô Dizendo Tchau [DVD WS In Miami Beach]