Imagem
Foto/Imagem Correio

Baianos estão entre os quatro melhores universitários empreendedores

Projeto de app de consultas médicas baratas levou um dos prêmios do Empreenda Santander 2K17

Consulta médica barata, a preço acessível direto do smartphone. O grupo de alunos do curso de Mecatrônica da Unifacs, formado por Joanna Carvalho, Rodrigo Bezerra e Vanessa Fialho não imaginavam que o projeto desenvolvido na sala de aula ficaria entre os quatro melhores na categoria Empreendedor Universitário, durante a entrega do prêmio Empreenda Santander 2K17, em São Paulo. 

Quinze ideias concorreram na etapa final, junto com o projeto baiano. A banca julgadora contou com executivos do Santander bem como da Endeavor e da Aliança Empreendedora. O primeiro lugar ficou com o estudante Jader Stefanello da Universidade Federal da Santa Maria (UFSM-RS) com o Lunix, que ajuda na contenção de energia residencial. Logo em seguida veio o Medical Team, de Bianca Letti, da Universidade de São Paulo (USP) e em terceiro, uma solução para reduzir gastos com o carro, projetada por Hader Azzini da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

 “Falaram o nome do terceiro grupo e a gente não estava nem acreditando em ganhar mais”, confessou uma das integrantes da equipe baiana, Vanessa Fialho.   Depois do momento de tensão, a boa notícia: o Bymed também está na lista dos melhores. “Vamos aprimorar ainda mais o projeto. A expectativa agora é tirar o aplicativo do papel”, destacou a líder do grupo, Joanna Carvalho.

O Baymed se junta aos outros três projetos premiados que irão participar de um programa de pré-aceleração da ACE Startups, durante seis meses. Além disso, todos os inscritos na categoria Universitário Empreendedor vão ter acesso a um curso online de Empreendedorismo, certificado pela mesma instituição americana. Somente o primeiro colocado levou também R$ 100 mil e bolsas de estudo para o líder e o professor orientador, na Babson College, em Boston, nos Estados Unidos.

As adaptações do projeto também tiveram a contribuições dos colegas Juan Duarte e Geilson Alves. A proposta do Bymed é mobilizar médicos que estejam na redondeza que possam atender particular, mas com preço mais barato e juntar na mesma plataforma digital, clínicas que possam oferecer espaço físico para o atendimento.  

Para o também integrante do grupo, Rodrigo Bezerra, o Baymed vai servir de alternativa ao serviço ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “O valor das consultas ofertadas no aplicativo não vão passar de R$ 100. No final do ano passado, um de nós passou pela dificuldade por não ter um plano de saúde e aí a gente viu a oportunidade de pensar um projeto que oferecesse um médico de qualidade por um preço acessível”. 

Orientados pelo professor de Inteligência Artificial da Unifacs, Otácilio Pereira, o trabalho foi inscrito da competição bem em cima da hora, uma noite antes do encerramento do prazo. “Em tempos em que está se discutindo o futuro do emprego, iniciativas como estas possam inspirar os alunos a terem uma atitude empreendedora com consciência social. O grupo teve esta visão ao criar este ponto de encontro entre médicos, pacientes e locais onde as consultas médicas possam acontecer com um valor menor e mais próximo da população e baixa renda”, pontuou.

Inovação e empreendedorismo
O Banco Santander premiou ainda na noite desta terça-feira (07), os Melhores projetos de capacitação de universidades, conquistado pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e a melhor startup. Nesta última categoria, a vitória ficou com a Preço Certo, liderada por Marcelo Guedes Rocha da Universidade Federal Fluminense (UFF). 

De acordo com o presidente do Banco Santander no Brasil, Sérgio Rial, estimular o empreendedorismo é essencial para inovar. “Empreendedor é aquela alma destemida que se lança no mundo. Principalmente no contexto que o nosso país se encontra hoje, colaborar com esta inovação é fundamental. Aliado a isso, a educação continua sendo a ferramenta de transformação. É na capacitação que se transforma boas ideias em planos acionáveis, produtos, serviços e projetos”.

Reformulado este ano com o nome Empreenda Santander, o antigo Prêmio Santander Universidades em 11 anos, recebeu mais de 90 mil inscrições, 161 projetos premiados e investimentos de R$ 11 milhões em prêmios. Para diretor do Santander Universidades, Ronaldo Rondinelli, cada vez mais, os grandes negócios do futuro estão nascendo nas universidades. 

“Somos hoje o maior banco privado   de atuação no microcrédito. A gente quer apoiar estes jovens em todas as suas fases de desenvolvimento. Com a mentoria das universidades, isso aumenta a capacidade de que esse negócio possa dar certo lá na frente. Por isso queremos trazer esta inteligência do jovem universitário para o empreendedorismo”, explica Rondinelli.

Ainda durante a cerimônia de premiação, o banco anunciou a criação do Santander X, uma rede colaborativa em que universidades e empreendedores de todo o mundo podem compartilhar ideias, conhecimento e até atrair investimentos.  Nos próximos quatro anos, o Santander irá alocar 50 milhões de euros em apoio aos programas de empreendedorismo universitário.

A plataforma foi desenvolvida em parceria com 44 universidades localizadas na  Argentina, Brasil, Chile, Espanha, México, Portugal e Uruguai. Nesse primeiro momento, no Brasil, participam a Universidade de São Paulo (USP) e Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). “O empreendedorismo impulsiona. No foco, a gente consegue estimular para que isso aconteça”, acrescenta.

CONFIRA A LISTA DE VENCEDORES

 

Categoria Universitário Empreendedor

Jader Stefanello (Universidade Federal de Santa Maria)

Bianca Letti (USP)

Ader Azzini (Unicamp)

Joanna Carvalho (Unifacs)

 

Categoria Startups

Marcelo Roque (Universidade Federal Fluminense)

Leandro Herrera (Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Alvares Penteado)]

Lucas de Melo (Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia)

Marc Lahoud (Universidade Presbiteriana Mackenzie)

Paulo Krieser (Universidade Federal do Rio Grande do Sul)

Renato Sanabria (ITA)

 

Categoria Microeempreendedor

Rafaela de Brito (Universidade Federal de Alagoas)

Ylana Souza (Universidade Federal de Alagoas)

Ana Caroline Magalhães (Universidade Federal de Alagoas)

Nathamyres Silva (Universidade Federal de Alagoas)

Dayane Santos (Universidade Federal de Alagoas)

 

*A repórter viajou a São Paulo, a convite do Banco Santander


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!