Imagem
Foto/Imagem Portal da Feira

Anitta tem que cancelar clipe feito por diretor acusado de assédio sexual

Anitta, bem informada como é, tem conhecimento disso

Nessa época conturbada, principalmente com o caso do produtor de cinema Harvey Weinstein, acusado de assédio por várias atrizes de Hollywood, Anitta deveria seriamente repensar o lançamento do clipe da música Vai, Malandra. A estreia deve acontecer logo, provavelmente no início de novembro, já que a cantora quer soltar uma música/clipe por mês.O problema todo é que o diretor Terry Richardson, fotógrafo renomado que já trabalhou com as principais estrelas da moda e música do mundo, tem fortes acusações de assédio. Nesta semana ele foi banido das revistas americanas Vanity Fair, Vogue e GQ, para as quais ele já fez ensaios célebres.O clipe de Vai, Malandra já é polêmico antes da estreia. Tem Anitta de biquíni fio dental, com o cabelo trançado (que lhe rendeu acusação de apropriação cultural) e tem boa parte gravada na favela. A questão de apropriação cultural é uma bobagem sem tamanho. Não tem nada a ver. O biquíni deve causar, mas é outro detalhe que, vamos combinar, quem liga, né? Mas não dá para deixar de lado o fato de o diretor ter casos famosos de assédio.Já faz anos que acusações contra Richardson são feitas. Anitta, bem informada como é, tem conhecimento disso. Então, por tudo o que representa, não deveria nem tê-lo chamado para o trabalho. A cantora tem uma mensagem forte de exaltação das mulheres, que sempre aparecem de uma maneira forte em suas canções. Assim, vira um contra-senso lançar um trabalho com alguém como Terry.“Ah, mas são acusações, cadê as provas?”, pode perguntar alguém. Veja, há vários relatos de assédio por parte do diretor. Mesmo que todos sejam inventados, o que é muito difícil, só o fato de haver uma mínima suspeita contra ele nessa questão, já é suficiente para alguém pensar mil vezes antes de contratá-lo. Ainda mais Anitta, por representar tudo o que representa hoje.


Compartilhar esta notícia

Notícias Relacionadas

0 comentário(s)

Faça o seu login ou cadastre-se para comentar!